O robot colaborativo que dá o nome aos carros SEAT

Notícias

O robot colaborativo que dá o nome aos carros SEAT

O robot colaborativo que dá o nome aos carros SEAT

22 Agosto 2019

Na sua aposta em criar uma fábrica inteligente, digitalizada e conectada, a fábrica da SEAT em Martorell implementou com sucesso dois robots colaborativos únicos. Trabalham na parte inicial da linha de montagem e estão encarregados de colocar os nomes do SEAT Ibiza e Arona na porta dos carros enquanto passam pela linha, sem interromper o processo e partilhando espaço com os operadores.

Os dois robots colaborativos, localizados em ambos os lados da linha, colocam dois tipos de "lettering": o do lado esquerdo seleciona e coloca os nomes Ibiza e Arona em função do modelo que passa pela linha, enquanto o do lado direito se encarrega de colocar as siglas FR dos veículos que têm este acabamento. Os dois robots estão equipados com uma mão desenhada para fixar os diferentes tipos de letras com ventosas, retirar o papel protetor traseiro, aderir ao carro aplicando a força necessária, retirar o protetor frontal e deitá-lo num contentor para reciclagem.

Além disso, possuem um sistema de visão artificial, que utilizam em várias ocasiões neste processo, para fazer um ajuste fino da posição com a qual os desvios são absorvidos. Tudo isto enquanto o veículo se move ao longo da linha de montagem. Graças a esta novidade, a operação é realizada automaticamente e em movimento, sem a necessidade de trabalhar em pé.

A instalação está equipada com um "codificador" ou dispositivo de controlo que lhe permite adaptar-se a qualquer alteração na velocidade da linha, com a complexidade que isto implica do ponto de vista da programação. E tudo sem a necessidade de qualquer barreira que separe os robots das pessoas que trabalham na área. Partilhar o mesmo espaço de trabalho é o fator diferencial dos robots colaborativos em relação aos robots industriais, entre outros, tais como menor velocidade de movimento ou a sua capacidade de reação ao contacto, para garantir a todo o momento a segurança das pessoas que trabalham com eles.

O Dr. Rainer Fessel, diretor da fábrica de Martorell, afirma que "Na SEAT estamos a avançar de forma constante para estar na vanguarda da inovação. Os robots colaborativos permitem-nos ser mais flexíveis, mais ágeis e mais eficientes, e são mais um exemplo do nosso firme compromisso em continuar a ser uma referência na Indústria 4.0".

Uma referência na Indústria 4.0
Além dos dois "cobots" de lettering, e como exemplo da transformação da SEAT Martorell numa smart factory, a fábrica tem hoje cerca de 20 robots colaborativos nas áreas de montagem, que apoiam o trabalho na linha, especialmente nos trabalhos ergonomicamente complicados. Por exemplo, recentemente foi colocado em funcionamento um robot colaborativo, no final da linha de montagem, que ajusta as molduras laterais do SEAT Arona. Nesta zona de montagem, onde os veículos passam por uma via elevada, o robot tem um rolo que aplica a força móvel adequada para terminar de fixar estas peças.

Nos últimos anos, a SEAT tem implementado inovações tecnológicas em todo o seu ciclo produtivo, tais como robots colaborativos ou veículos autónomos (AGV), combinados com uma gestão de dados mais eficiente graças à utilização de inteligência artificial, big data ou blockchain, permitindo uma produção mais eficiente, flexível e ágil.

A fábrica também tem mais de 2.000 robots industriais em constante movimento. Todas estas inovações 4.0 coexistem com os 8.000 trabalhadores da fábrica, que podem produzir 2.400 veículos por dia, ou seja, um carro a cada 30 segundos aproximadamente.

SEAT é a única companhia no seu setor com capacidade total para desenhar, desenvolver, fabricar e comercializar automóveis em Espanha. Membro do Grupo Volkswagen Group, a multinacional tem a sua sede em Martorell (Barcelona), exportando 80% dos seus veículos, estando presente em 80 países dos cinco continentes. Em 2018, a SEAT vendeu 517.600 automóveis, o maior registo nos seus 68 anos de história da marca, resultando num lucro de 294 milhões depois de impostos e uma faturação de recordista de 10 mil milhões de euros.

O Grupo SEAT emprega mais de 15.000 profissionais nos seus três centros de produção: Barcelona, El Prat de Llobregat e Martorell, onde fabrica os bem-sucedidos Ibiza, Arona e Leon. Adicionalmente, a companhia produz o modelo Ateca na República Checa, o Tarraco na Alemanha, o Alhambra em Portugal e, em breve, iniciará a produção do Mii elétrico na Eslováquia.

A multinacional espanhola tem um Centro Técnico que se configura um “núcleo de conhecimento” que integra cerca de 1.000 engenheiros que têm como objetivo impulsionar a inovação do maior investidor industrial em I&D de Espanha. A SEAT disponibiliza a mais recente tecnologia de conetividade na sua gama de veículos e está empenhada num processo de digitalização global da empresa para impulsionar a mobilidade do futuro.


Fonte: SEAT

voltar à listagem