Um futuro elétrico para todos

Notícias

Um futuro elétrico para todos

Um futuro elétrico para todos

14 Outubro 2021

  • A transformação para a eletrificação vai além da indústria automóvel e envolve todos os níveis da sociedade
  • Desde crianças a estudantes universitários, utilizadores e peritos, todos têm voz no futuro elétrico
  • Futuro: Fast Forward é o plano da SEAT S.A. para liderar a eletrificação em Espanha

 

Martorell, 08/10/2021.  Não existe um plano B. Para conseguir uma transição ecológica, é essencial pisar no acelerador do carro elétrico. Esta transformação envolve grandes desafios, como o enfrentado pela SEAT S.A., que está a dar um passo em frente com o seu Plano Futuro: Fast Forward para liderar, em Espanha e a partir de Espanha, o caminho para a eletrificação. Mas esta mudança de paradigma vai para além da indústria automóvel. O futuro elétrico pertence a todos, independentemente da sua idade e interesses. Por esta razão, Ángel Suárez, Responsável de Física de Veículos da SEAT S.A., explica-o em 5 pontos diferentes.

 

1. Um futuro para o futuro. A infância e a mobilidade elétrica. Ambos são o amanhã, e é por isso que é essencial que se conheçam um ao outro. Alejandra Herrera tem 6 anos de idade e quer saber como será o seu primeiro carro. "100% elétrico, com certeza", responde Suárez. A União Europeia quer que em 2035, quando Alejandra tiver idade suficiente para comprar um, todos os veículos novos sejam de emissão zero. Mas a menina não sabe como eles funcionam. "Como os seus brinquedos, com uma bateria, mas este tem energia suficiente para carregar 6.000 telemóveis ao mesmo tempo", explica ela.

 

2. Novos apoiantes da mobilidade sustentável. Hayden Badía, com apenas 12 anos de idade, é dedicado aos automóveis. Ele conhece as características de cada modelo. O que ele não sabia é como os carros elétricos contribuem para a luta contra as alterações climáticas. "O CO2 é um gás com efeito de estufa que retém o calor do Sol na Terra, mas demasiado CO2 provoca o aquecimento global. O carro elétrico permite-lhe conduzir sem emissões de CO2, o que ajuda a salvar o planeta", diz-lhe Suárez.

 

3. Muito mais do que mobilidade. Uma estudante de engenharia na Universidade Politécnica da Catalunha (UPC), Mar Bueno é outra entusiasta do automóvel. "Quero dedicar-me profissionalmente", diz ela. "O nosso objetivo é fazer de Espanha um hub para veículos elétricos na Europa - imagina quantas oportunidades isto oferece a jovens engenheiros como tu!” afirma Ángel "Com as baterias, por exemplo, abre-se um grande campo para a inovação em baterias de estado sólido, que têm uma densidade de energia mais elevada do que as atuais baterias de iões de lítio e, portanto, oferecerão uma carga mais rápida e uma maior autonomia", continua Suárez.

 

4. Colocar a Espanha sobre rodas elétricas. Aos 79 anos, Mamen Jover é pioneira da eletromobilidade. Já está no seu terceiro carro elétrico, mas está bem ciente de que, para que a transição sustentável seja eficaz, a sua utilização deve ser generalizada. "Hoje percorreu 150 quilómetros para chegar aqui e os mesmos quilómetros esperam-na no caminho de regresso. Teve algum problema? " pergunta Suárez. Não, mas eu estava preocupada em não encontrar um ponto de carregamento público", responde Jover. "Antes de mais, esta infraestrutura precisa de ser aumentada", explica Suárez.

 

Existem atualmente 11.517 pontos de carregamentos público em Espanha, de acordo com a Associação Espanhola de Fabricantes de Automóveis e Camiões (ANFAC) e a associação de concessionários FACONAUTO, que afirma que este número deve ser multiplicado por 30 até 2030. "Pela nossa parte, estamos a trabalhar arduamente para podermos oferecer maiores autonomias, tempos de carregamento mais curtos e carros elétricos a preços acessíveis", acrescenta Suárez.  A SEAT S.A. irá lançar um veículo elétrico urbano em 2025.

 

5. Cidades inteligentes e elétricas. "O futuro das cidades passa por torná-las mais sustentáveis e acessíveis", diz Lucía González Navarrete, co-fundadora da Edenway & Natives, uma consultoria especializada na transformação sustentável de cidades, territórios e empresas. “Os veículos elétricos serão fundamentais nestas cidades, pois contribuirão para melhorar a qualidade do ar e reduzir o ruído", diz Suárez. Atualmente, o tráfego é de longe a principal fonte de poluição sonora na Europa, de acordo com a Agência Europeia do Ambiente. 

 

"É uma nova forma de mobilidade e os veículos elétricos terão de estar ligados e trabalhar em colaboração com outras fórmulas, como a micromobilidade, os transportes públicos e tantas outras coisas que iremos descobrir nos próximos anos" acrescenta González. É claro para Ángel - "Há muitos desafios à nossa frente, por isso vamos a isso"!

 

Fonte: SEAT Portugal

voltar à listagem